6 de nov de 2012

Ney Latorraca retirada da vesícula e exploração das vias biliares.

Fonte: G1

A atriz e produtora de cinema Ana Maria Nascimento e Silva visitou, na tarde desta terça-feira (6), o ator Ney Latorraca no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) da Casa de Saúde São José, no Humaitá, Zona Sul do Rio, onde está internado desde o dia 31. Ao deixar a unidade, Ana Maria, amiga de Ney há 40 anos, disse, emocionada, que o estado de saúde dele "é muito grave" e que já reza por sua recuperação.
"Agora é rezar para que tudo melhore. Ele dormiu ontem (segunda-feira) às 21h, mas teve um derrame de pleura e, então, foi entubado", afirmou a atriz, acrescentando que familiares de Ney não saem de perto do ator. "Estão todos muito preocupados".
Pelo Twitter, a jornalista e colunista do jornal "O Globo", Cora Rónai, escreveu: "Torcendo muito pela pronta recuperação do meu vizinho de Lagoa e amigo querido Ney Latorraca!"
Também pelo microblog, o ator e diretor de teatro, Charles Möeller, deixou sua mensagem de apoio: "Todas as minhas orações e vibrações pra que o nosso amado Ney Latorraca fique incrível para continuar fazendo o mundo um lugar mais debochado."
Ney Latorraca tem 68 anos e é um dos mais conhecidos atores brasileiros. Ele fez sua estreia na TV Globo em 1974, na novela  "Escalada", de Lauro César Muniz.
Um de seus maiores sucessos na TV é o aposentado Barbosa, do extinto programa humorístico "TV Pirata", da mesma emissora.
 
Piora
O único boletim médico divulgado nesta terça, pela assessoria de imprensa da Casa de Saúde São José, informava que, em função da piora do quadro, Latorraca passou a respirar com a ajuda de aparelhos e não tinha previsão de alta.
A assessoria também nega que o estado de saúde do ator tenha piorado nas últimas horas, mas não descarta a divulgação de um novo boletim ainda nesta terça-feira.
Ney Latorraca foi submetido a uma cirurgia para a retirada da vesícula e exploração das vias biliares no dia 31 de outubro, devido a um quadro de infecção, causado por um cálculo. Ney, que deu entrada na unidade no dia 25 de outubro, segue no CTI para compensação da reação inflamatória, que evoluiu para insuficiência respiratória aguda. Não há nova cirurgia programada e nem previsão de alta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário